Deputado Carlos Chiodini e presidente da Apesc se reúnem com ministro de Minas e Energia em defesa da Eletrosul

0
47
Foto: Vanessa Campos

O futuro da Eletrosul foi tema no encontro entre o ministro de Minas e Energia, Almirante Bento Albuquerque, o deputado federal Carlos Chiodini (SC) e o presidente da Associação dos Produtores de Energia do Estado (APESC), Gerson Berti, nesta terça-feira (16), em Brasília. Atuante na geração, transmissão, comercialização de energia e telecomunicações em Santa Catarina, a empresa pública enfrenta a perspectiva de incorporação pela Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE), do Rio Grande do Sul.

Chiodini e Berti pediram ao ministro atenção especial sobre a Eletrosul e pleitearam alternativas para que a Centrais Elétricas, responsável pelo faturamento de 2,3 bilhões em 2018, permaneça sediada em solo catarinense. Oferecer a contratação de geração de energia por meio de leilões regionais e da política pública foi defendido pelos representantes catarinenses, que reforçaram ainda a relevância da empresa pública para a economia estadual.

“A contratação de geração de energia permitirá que as indústrias catarinenses e seus produtores sejam mais competitivos, gerando novos desenvolvimentos e empreendimentos. O resultado é o fortalecimento da atividade econômica, geração de emprego e renda, tornando Santa Catarina autossuficiente”, enfatizou Carlos Chiodini.

Para o deputado, o crescimento do Estado como polo industrial brasileiro é certo, pois gera excelente faturamento, expertises, além de ser referência de produção de energia no país. Também em defesa da produção de energia e da manutenção da Eletrosul no Estado, Gerson Berti frisou a vocação hídrica de Santa Catarina, que pode ser promovida por distribuidora de energia local. “Santa Catarina não pode perder uma empresa tão importante e que contribui tanto para o crescimento do nosso Estado com retorno de tributos de maneira significativa. Essa eventual incorporação pode afetar nossas contas públicas”, disse o presidente da Apesc.

Tanto para o deputado federal Chiodini quanto para Berti, a audiência com o ministro de Minas e Energia foi considerada positiva.

Seu comentário é importante para nós...

Deixe uma resposta