Seminário NAU discute a inclusão nos campos da saúde, educação e do trabalho

0
7

A Universidade do Vale do Itajaí (Univali) realiza, no dia 1º de outubro (terça-feira), no Campus Itajaí, o 2º Seminário NAU – Inspire alguém a voar – Conexões Saúde, Trabalho e Educação. As atividades, nos períodos matutino, vespertino e noturno, serão mediadas por professores, egressos e profissionais convidados, para a promoção da empatia e o fomento a iniciativas inclusivas. A participação é aberta ao público, com entrada franca.

Na abertura do evento, às 8h15, no Teatro Adelaide Konder, haverá a apresentação do Núcleo de Acessibilidade da Univali (NAU) e do Acolher – Programa de Saúde Mental Universitária. Em seguida, ocorre a mesa-redonda “As interfaces da formação de um profissional inclusivo: desafios e perspectivas”. O debate contará com a participação do psicólogo João Rodrigo Maciel Portes, professor e coordenador do curso de Psicologia; da professora Celia Diva Renck Hoefelmann, docente da Escola de Educação e pedagoga do NAU; de Ronan Adinael Pinheiro, supervisor de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação de Itajaí; e da professora Adriana Gomes, coordenadora do Laboratório de Design de Interação e docente nos cursos de Ciência da Computação, Engenharia de Computação, Design de Jogos e no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE). A professora Regina Celia Linhares Hostins, diretora de Educação da Univali e docente no PPGE, mediará as discussões.

As atividades da tarde, no Espaço do Conhecimento Compartilhado, localizado na sala 101 do bloco F4, iniciam às 13h30, com o Laboratório de Empatia e a apresentação musical de um grupo indígena. Às 14h, a professora Marina Corbeta Benedett, do curso de Psicologia, conduz a atividade “Ciranda de partilhas: a inclusão em movimento”, que trará questões sobre a dança circular e o autocuidado.  Às 15h30, Marcos Santos, presidente do Instituto Tachibana de Aikido, graduado em Educação Física e pós-graduado em Psicologia Organizacional e do Trabalho, membro do Conselho Municipal do Direito da Mulher em Joinville (SC), palestrante e instrutor de treinamentos de defesa pessoal para mulheres, ministra a oficina “Comunicação defensiva: A cultura da violência contra a mulher”. Às 17h, acontece uma reunião aberta dos Núcleos de Acessibilidade

À noite, às 18h30, a alumna (egressa) do curso de Psicologia da Univali, Eduarda Zimmermann Becker, faz um relato de experiência sobre o Laboratório de Empatia. Às 19h, Carlos Alberto Crispim, pesquisador do Núcleo de Estudos Jurídicos e Sociais da Criança e do Adolescente e do Núcleo de Pesquisa Direito e Fraternidade do Centro de Ciências Jurídicas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fala sobre a importância da acessibilidade e da fraternidade para a inclusão.

Para se inscrever, de forma gratuita, clique aqui.

Seu comentário é importante para nós...

Deixe uma resposta