Depois de uma maratona em Brumadinho-MG, Bolsonaro deve realizar cirurgia nesta segunda-feira

A cirurgia deve ser realizada ainda durante a manhã.

0
36
Foto: Divulgação

Um boletim médico, divulgado nesta tarde de domingo, informou resultados normais para a avaliação clínica pré-operatória e exames laboratoriais e de imagens, realizados pelo presidente da República Federativa do Brasil, Jair Bolsonaro, que deu entrada na manhã de hoje no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. O boletim foi assinado pelos médicos Dr. Antônio Luiz de Vasconcelos Macedo (cirurgião), Dr. Leandro Echenique (clínico e cardiologista) e Dr. Miguel Cendoroglo (diretor superintendente do Hospital Israelita Albert Einstein).

O presidente deverá permanecer em repouso e jejum e, amanhã, 28 de janeiro, deve ser submetido à intervenção cirúrgica que deve durar, entre três e quatro horas, a fim de remover a bolsa de colostomia e religam as partes do intestino grosso, recuperando, o seu trânsito.

Esta será a terceira cirurgia que o presidente do Brasil é submetido, depois do atentado sofrido em setembro, enquanto ainda estava em campanha, em Juiz de Fora, no Estado de Minas Gerais, quando Adélio Bispo de Oliveira, ex-militante do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) – um dos membros do grupo que tramou a morte do candidato – atingiu-lhe com uma faca na região do abdômen.

De acordo com o porta-voz da presidência, Otávio Rêgo Barros, sinalizou que o presidente está tranquilo para a realização do procedimento, que o prazo para a recuperação de dez dias e, mais: que o presidente deverá despachar do próprio Hospital, onde funcionará o seu gabinete enquanto estiver em recuperação revezando a atenção de profissionais de saúde, familiares e ministros do seu governo.

Seu comentário é importante para nós...

Deixe uma resposta